Sobre Viajar

 

           Há muito tempo presto atenção em livros, poesias, ensaios filosóficos, revistas, entrevistas, citações, etc que expressam opiniões e/ou pensamentos sobre viagens. Transcrevo, abaixo, as que gosto, as que de alguma forma me tocam.

 

 Uma conhecida que sempre me dizia: “cada viagem ao exterior é uma viagem ao interior”. E ela tinha toda a razão.

 

 –  ..”Nada perdeu a poesia. E agora há a mais as máquinas

   Com a sua poesia também, e todo novo gênero de vida

  Comercial, mundana, intelectual, sentimental,

  Que a era das máquinas veio trazer para as almas.

  As viagens agora são tão belas como eram dantes

  E um navio será sempre belo, só porque é um navio.

  Viajar ainda é viajar e o longe está sempre onde esteve – Em parte nenhuma, graças a Deus!”.

Pequeno trecho da poesia Ode Marítima, de Fernando Pessoa, no pseudônimo Álvaro de Campos.

– A vida é uma viagem, viajar é viver duas vezes. (Marina Teixeira). 

A verdadeira viagem, ou as verdadeiras descobertas, não consistem em encontrar novas paisagens, mas sim em arranjar novos olhares. Marcel Proust.

 

– No meu modesto entendimento, não há nada melhor que caminhar e circular, abrir os olhos e deixar que as imagens nos atravessem como o sol faz à vidraça. Disponhamos dentro de nós o filtro adequado (a sensibilidade acordada, a cultura possível) e mais tarde encontraremos, em estado de inesperada pureza, a maravilhosa cintilação da memória enriquecida”. (Trecho da crônica Criado em Pisa, de José Saramago, onde o autor nos dá sua mensagem a respeito de obras de arte).

– “A verdadeira arte de viajar…

   A gente sempre deve sair à rua como quem foge de casa.

   Como se estivessem abertos diante de nós todos os caminhos do mundo.

   Não importa que os compromissos, as obrigações, estejam ali…

   Chegamos de muito longe, de alma aberta e o coração cantando!”

   Mario Quintana.

– “Viajar é trazer de volta a inquietação humana dos horizontes, escondidos de nossos próprios olhos”. Latitudes. Viagens de Conhecimento.

– “Existem dois tipos de viajantes: os que viajam para fugir, e os que viajam para buscar”. Érico Veríssimo.

– “A verdadeira viagem de descobrimento não consiste em procurar novas paisagens, e sim em ter novos olhos”. Marcel Proust

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: